Recife e seus encantos naturais e gastronômicos

 

Mosaico06A capital Pernambucana tem uma diversidade gastronômica fantástica, a profusão de mercados públicos com suas feiras à sua volta deixa os amantes da gastronomia completamente alucinados com a variedade de comidas, frutas, legumes, temperos, pescados e frutos do mar, mas principalmente as ervas e pimentas. Mosaico01O Mercado São José no Bairro do Recife, próximo do Marco Zero é sem duvida alguma o mais badalado e enorme, são dezenas de bancas que oferecem além de produtos alimentícios, comida pronta e o rico artesanato  regional. Por toda região do mercado principalmente nas ruas adjacentes existe uma feira livre permanente onde você encontra tudo que procura, o que chama a atenção são as frutas exóticas e as castanhas e cocos da região nordestina, também merece destaque as carne de sol e charque com os mais variados tipos de cortes e preparo, o Mercado Boa Vista é um pouco menor, mas também tem seus encantos, na área central um conjunto de bares que oferecem as mais diversas comidas de boteco.Mosaico02 Nas praias do Recife e região a profusão de vendedores ambulantes  é impressionante, se vende de tudo, mas o que mais chama a atenção são as comidas e bebidas, camarões, caranguejos, queijo assado, cocadas e mais um sem fim de coisas, mas o que mais tem e com maior variedade são os caldinhos e refogados, caldinhos de feijão, de camarão, de sururu, de peixe, de caranguejo, tive a oportunidade de experimentar o caldinho de caranguejo que é uma espécie de refogado que leva leite de coco e pimenta e tem um sabor incrível, em uma praia de Olinda um quiosque servia refeições típicas, não tem preço você comer um “Arrumadinho” sentado na praia a beira  mar com os pés na areia, arrumadinho é um prato que leva feijão de corda, arroz, carne de sol refogadinha, farofa de dendê e salada com coentro, confesso que nunca fui apaixonado por coentros, mas acho que aprendi a gostar, combina e muito bem com os pratos que provei.Mosaico03 Os restaurantes do Recife são um capitulo à parte, dos que eu conheci destaque para o “Chica Pitanga” na Praia de Boa Viagem, o “Bico Verde” em Porto de Galinhas e o “Ilha Sertaneja” na Praça de Boa Viagem. O Chica Pitanga é mais requintado com uma decoração bastante original, tendo no meio do restaurante uma árvore escultura repleta de pitangas, e nas paredes delicadas cerâmicas de cabeças de crianças, a comida é honesta cumprindo o que promete, destaque para os pratos de camarão e peixe, nas sobremesas tem um bolo de chocolate com coco que é de comer de joelho, o Bico Verde é um espetáculo pela própria natureza, um lugar bucólico de frente para o mar onde você literalmente fica com os pés na areia, musica ao vivo com um som de MPB muito maneiro, provei a Lagosta grelhada com azeite e ervas, sem comentários, maravilhosa,Mosaico04 o Ilha Sertaneja é um restaurante mais despojado, uma decoração com cenas do folclore pernambucano e um atendimento ímpar, a comida é excelente, pratos regionais em sua maioria surpreendendo pelo sabor, me perdi num prato chamado “Sinfonia do Mar” imperdível, uma mistura de sabores e texturas muito bem combinadas, as sobremesas foi aonde me acabei de vez, doces em compota de jaca, caju, coco verde, além é claro do bolo de rolo e o bolo de noiva, uma perdição para os formigões de plantão.Mosaico05
Enfim Recife é um lugar mágico e surpreendente, vale a pena visitar e vale mais ainda a pena voltar ao Recife o que pretendo fazer logo.

Comentários no Facebook